Back in Black

Após quatro anos, depois de ter lido muito desacato gratuito, ressuscito este blog. Quando o encerrei estava um pouco chateada de ter que ler tanta merda nos comentários. E talvez eu canse de novo, porque né, dentre todas as coias não lisonjeiras que eu sou, se tem uma que eu não sou, é obrigada. Mas vale tentar, pelo menos, ter um diálogo com o mundo e colocar um pouco dessa angústia pra fora. Vida que tem mudado. De 2012 pra cá a mudança foi geográfica, espiritual, quiçá astral. Escrever sempre coloca um eixo, uma conjuntura no olho do furacão, e é isso que pretendo/proponho/quero/necessito desesperadamente.

Let the games begin. 

Anúncios